Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cuida-te Bem!

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

Cuida-te Bem!

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

Óleos Essenciais: Bergamota

(Citrus bergamia)

aceite-bergamota-1.jpg

 

A Bergamota é um citrino do Sul da Itália, uma espécie de laranja pequena, que, como todos os frutos deste tipo, possui um aroma fresco, doce mas ao mesmo tempo ácido.

 

 

Característicasaceite-bergamota1.jpg

 

Da sua casca extrai-se um Óleo Essencial fino, de cor amarelo-esverdeado e aroma simultaneamente doce e ácido. Combina bem com todos os citrinos e Óleos de frutos incluindo a Alfazema, o Gerânio e o Zimbro.

 

 

Propriedades terapêuticas

 

O Óleo Essencial de Bergamota tem sido utilizado para tratar infeções das membranas e mucosas do aparelho bocal, da garganta, aparelho respiratório, urinário e dos órgãos genitais femininos. É útil como anti-séptico contra infeções causadas por organismos tais como gonococos, estafilococos, colibacilos, miningococos e bacilos diftéricos.

 

 

Modo de emprego

 

Para uso aromático ou tópico. Não ingerir.

Banho/Duche: Acrescente 5-10 gotas à água do banho quente ou polvilhe em banho de chuveiro antes de entrar para uma experiência de SPA em casa.

Massagens: 8-10 gotas de Óleo Essencial de Bergamota por 30 ml de óleo vegetal. Aplique uma pequena quantidade diretamente nas áreas a tratar, como músculos, pele ou articulações. Massajar suavemente na pele até que seja totalmente absorvido.

Inalação: Inale os vapores aromáticos diretamente da garrafa, ou coloque algumas gotas em um queimador ou difusor para encher uma sala com seu aroma.

 

 

Precauções

 

Óleos cítricos não devem ser aplicados na pele que será exposta à luz solar direta ou à luz ultravioleta dentro de 72 horas.

Manter fora do alcance das crianças. Somente para uso externo. Manter fora do alcance das crianças. Somente para uso externo. Se você estiver grávida, a amamentar, a tomar medicamentos ou tiver algum problema de saúde, consulte um profissional de saúde antes de usar.

 

 

Principais componentes

 

Acetato de linalil, linalol, sesquiterpeno bergapteno.

 

 

Óleo pode ser extraído de

 

Casca do fruto.

 

Tal como em tudo na vida, há bons Óleos Essenciais e há muitos Óleos Essenciais que não são de boa qualidade. Para os saber distinguir é preciso seguir alguns critérios:

  • Os Óleos Essenciais devem ser 100% puros, de agricultura biológica.
  • O frasco deve ser de cor castanho escuro, azul escuro ou metalizado.
  • O Óleo Essencial deve mencionar o nome da planta em latim com género, espécie e subespécie (se existir).

 

Atenção: Os Óleos Essenciais são produtos muito concentrados. Devem tomar-se precauções especiais no seu uso e, salvo raras excepções, não devem ser aplicados puros na pele nem devem ser ingeridos sem aconselhamento técnico especializado. Não é recomendado o seu uso por grávidas ou crianças.

 

Arriboflavinose

herbs-906140_960_720.jpg

 

A Arriboflavinose ou Deficiência de Vitamina B2 é uma condição caracterizada pela falta ou ausência de reservas de Riboflavina no corpo necessárias para as atividades metabólicas normais.

 

Causas

Deficiência ou carência de Vitamina B2 na alimentação, doenças gastrointestinais que prejudiquem a absorção de Vitamina B2, alcoolismo, doenças hepáticas crónicas, alguns antirretrovirais, abuso de diuréticos.

 

Sintomas

Pode manifestar-se por glossite (inflamação da língua que fica muito vermelha ou roxa), estomatite angular (inflamação ou leões na boca e lábios), dermatite ano-genital, manifestações oculares com aversão à luz (fotofobia), cegueira noturna, fadiga ocular ou conjuntivite angular.

Em casos severos pode levar à anemia (falta de glóbulos vermelhos) e/ou dermatite seborreica (inflamação cutânea caracterizada por pele grossa esbranquiçada ou amarelada). Frequentemente está associada a outras deficiências nutricionais, como pelagra e deficiência de proteínas.

Em grávidas quadruplica o risco de pre-eclampsia, transtorno caracterizado por pressão alta e perda de proteínas na urina que pode levar a convulsões perigosas para a mãe e para o feto.

 

Tratamento

Ingerir alimentos ricos em Vitamina B2 como as plantas verdes, as folhas em crescimento e os rebentos. Nas sementes dos cereais e nos legumes secos existe em pequena quantidade.

As suas principais fontes são o leite, os ovos e as folhas verdes dos vegetais.

Um adulto saudável deve consumir 1 a 1,5mg por dia.

 

Tabela alimentos.jpg

 

 

 

Óleos Essenciais: Tea Tree (Melaleuca)

(Melaleuca alternifolia)

Lemongrass-Essential-Oil.jpg

 

A Melaleuca alternifolia, nativa da Austrália é também conhecida como árvore-ti, Tea Tree, ou árvore-do-chá ou "mirto-de-mel". 

O Tea Tree é uma planta com folhas longas e finas que tendem a crescer perto da água. A folhagem da árvore do chá é a fonte de seu óleo, que tem um cheiro de terra e eucalipto e é comummente usado topicamente devido às suas potentes propriedades de limpeza. A árvore do chá é um óleo popular que é regularmente incorporado em produtos capilares e loções para a pele.

 

 

1.jpg

Características

 

Óleo amarelo-claro ou esverdeado com cheiro muito forte, balsâmico/picante e medicinal. Pode produzir um efeito fresco quando misturado com gerânio, alfazema ou pinheiro.

 

 

Propriedades terapêuticas

 

O arbusto do chá tem uma particularidade, que é combinar ações antibacterianas, anti-fungicidas e antivirais, servindo assim como se fosse uma combinação entre muitos óleos. O seu maior poder terapêutico é a estimulação do sistema imunológico.

O arbusto do chá é um antisséptico geral e cicatrizante e não é tóxico. Pode ser utilizado em qualquer situação que exija uma ação anti-infecciosa.

 

 

Modo de emprego

 

Acrescente 5-10 gotas à água do banho quente ou polvilhe em banho de chuveiro antes de entrar para uma experiência de SPA em casa.

Aplique de 2 a 4 gotas diretamente na área desejada. Diluição não é necessária, exceto para a pele mais sensível. Use conforme necessário.

Inale os vapores aromáticos diretamente do frasco, ou coloque algumas gotas em um queimador ou difusor para espalhar o aroma (difundir até 30 minutos 3 vezes ao dia).

 

 

Precauções

 

Manter fora do alcance das crianças. Somente para uso externo. Manter longe dos olhos e das membranas mucosas. Se você estiver grávida, a amamentar, a tomar medicamentos ou tiver algum problema de saúde, consulte um profissional de saúde antes de usar.

 

 

Principais componentes

 

Terpineno-4-ol, sesquiterpenos, cineol, pineno

 

Melaleuca_rhaphiophylla_(leaves,_flowers).JPG

 

Óleo pode ser extraído de

 

Folhas e rebentos.

 

 

Tal como em tudo na vida, há bons Óleos Esseciciais e há muitos Óleos Essenciais que não são de boa qualidade. Para os saber distinguir é preciso seguir alguns critérios:

  • Os Óleos Essenciais devem ser 100% puros, de agricultura biológica.
  • O frasco deve ser de cor castanho escuro, azul escuro ou metalizado.
  • O Óleo Essencial deve mencionar o nome da planta em latim com género, espécie e subespécie (se existir).


Atenção: Os Óleos Essenciais são produtos muito concentrados. Devem tomar-se precauções especiais no seu uso e, salvo raras excepções, não devem ser aplicados puros na pele nem devem ser ingeridos sem aconselhamento técnico especializado. Não é recomendado o seu uso por grávidas ou crianças.

 

Óleos Essenciais: Lavanda

lavender-essential-oil.jpg

 

 

O termo aromaterapia foi concebido em 1927 pelo químico francês René-Maurice Gattefossé, que por ocasião de uma grave queimadura em sua mão a mergulhou acidentalmente em Óleo Essencial de Lavanda e observou melhora substancial na recuperação do ferimento. Este episódio foi um estímulo considerável para a continuidade de seus estudos sobre as propriedades terapêuticas dos diferentes óleos essenciais. (STEVENSEN, 1998).
 
 
Óleo Essencial de Lavanda (Alfazema) é, provavelmente o mais conhecido e utilizado no mundo.

 

Existem muitas variedades da espécie lavandula cultivada em todo o mundo e cada uma com composição química diferente o que irá variar, ligeiramente, nas propriedades terapêuticas. No entanto, todas têm um efeito sedativo no sistema nervoso central e podem ser utilizadas como anti-sépticos e desodorizantes.

 

 

Lavendar-Oil_Guide-To-Essential-Oils_Andrew-Weil-M

Características

 

Líquido claro através da destilação a vapor com um poderoso perfume a ervas/flores com um sabor suave a amargo. Também é produzido um absoluto através da extração por dissolução, que produz um óleo verde-escuro fino com um perfume adocicado. A Alfazema combina bem com a maioria dos óleos florais, dos citrinos e de ervas. Muito utilizada na indústria de perfumes.

 

 

Propriedades terapêuticas

 

Os extratos de Alfazema sob a forma de óleos essenciais são reconhecidos pela comunidade científica internacional pelas suas variadíssimas utilizações. É magnífica como agente anti-stress no banho para relaxar o corpo, a mente e as emoções. É um medicamento para enxaquecas, insónias e depressões nervosas.

A Alfazema é um anti-séptico forte mas não é tóxico, pode ser aplicado pura em cortes e queimaduras para prevenir infeções e ajuda a promover a rápida formação de tecido da cicatriz para fechar a ferida e pode ser utilizada para tratar fístulas.

Um sedativo suave, a Alfazema acalma a pele que sofre devido a uma exposição demasiado longa ao Sol, alivia e repele as picadas de mosquitos e de aranhas.

No parto a Alfazema é muito útil para relaxar a mãe durante as contrações. É um sedativo suave num óleo de massagens para crianças para relaxar o sistema neuromuscular depois do nascimento.

 

 

Modo de emprego

 

Nunca aplicar óleo essencial puro, sobre a pele. Na incorporação de óleos de massagem usar, no máximo, 10 gotas de óleo essencial por cada 100 ml de óleo de base. Não exceder a dose recomendada. Antes da aplicação, verificar a sensibilidade da pele numa pequena zona. Em difusores e purificadores de ar, empregar 7 gotas por cada 500 ml de água. Em queimadores de óleo, usar 2 gotas no reservatório, com água. Usar apenas por três semanas. Se necessário, deve haver uma semana de intervalo entre uma nova aplicação.

 

 

Precauções

 

Em nenhuma circunstância deve ingerir o produto. Inflamável.
Não usar este produto em aplicações tópicas, em aromaterapia ou qualquer outra aplicação, se estiver grávida ou em período de amamentação. O emprego de óleos essenciais ou hidrolatos com fins terapêuticos requer, sempre, o aconselhamento prévio de um especialista. Deve ainda consultar um especialista se for hipertenso(a) ou tiver um histórico de epilepsia. Alguns óleos podem provocar fotossensibilidade. Evite a exposição solar depois da aplicação. No caso de aplicação em máscaras faciais ou corporais, consultar primeiro as indicações de um terapeuta. Manter fora do alcance das crianças.

 

 

Principais componentes

 

Linalol, acetato de lavandulil, acetato de linalil, lavandulol, cineol, limoneno, terpineol.

 

lavender-4021969_1920.jpg

 

Óleo extraído de

 

Erva, rebentos em flor.

 
 

Tal como em tudo na vida, há bons Óleos Esseciciais e há muitos Óleos Essenciais que não são de boa qualidade. Para os saber distinguir é preciso seguir alguns critérios:

  • Os Óleos Essenciais devem ser 100% puros, de agricultura biológica.
  • O frasco deve ser de cor castanho escuro, azul escuro ou metalizado.
  • O Óleo Essencial deve mencionar o nome da planta em latim com género, espécie e subespécie (se existir).
 


Atenção: Os Óleos Essenciais são produtos muito concentrados. Devem tomar-se precauções especiais no seu uso e, salvo raras excepções, não devem ser aplicados puros na pele nem devem ser ingeridos sem aconselhamento técnico especializado. Não é recomendado o seu uso por grávidas ou crianças.