Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cuida-te Bem!

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

Cuida-te Bem!

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

Beribéri

herbs-906140_960_720.jpg

 

Beribéri é uma avitaminose produzida pela carência de Vitamina B1 ou Tiamina em pessoas que fazem uma alimentação pobre nesta Vitamina, dando origem a vários distúrbios do sistema nervoso, com degeneração da bainha de mielina das fibras nervosas.

 

Causas

Deficiência ou carência de Vitamina B1 na alimentação.

 

Sintomas

Polineurite, atrofia muscular e paralisia muscular consecutiva, atingindo principalmente os membros inferiores; hodropisia, insuficiência cardíaca e debilidade geral.

Surgem ainda sinais no aparelho digestivo como a má digestão, atonia gástrica e diminuição do apetite.

 

Tratamento

Enriquecer a dieta principalmente com levedura de cerveja, amendoim cru com película, soja, cereais integrais, castanha do Pará (também conhecida como castanha da Índia) e farelo de arroz.

A necessidade diária é de 1,2 mg/dia.Vitamina B1.jpg

 

É importante ter algum cuidado na confeção dos alimentos por forma a não perder a Vitamina durante o processo.

 

  • Abóbora, batata e couve-flor

Devem ser cozidos em água com pouco sal e temperar com azeite. Comer ao almoço 4 vezes por semana ou cada um destes legumes separadamente.

 

  • Beterraba e cenoura

Fazer sumo misto, tomar 250 ml 2 vezes ao dia.

 

  • Abacaxi

Beber o sumo puro 250 ml, 2 vezes ao dia. Em cada copo pode acrescentar uma colher de levedura de cerveja.

 

  • Amêndoa

Beber bebida de amêndoa, uma chávena em jejum.

 

  • Castanha do Pará (também conhecida por castanha da Índia)

Acrescente esta fruta à sua alimentação 4 vezes por semana.

 

  • Castanha

Comer várias castanhas 4 vezes por semana.

 

  • Coco

Alternar esta fruta também 4 vezes por semana.

 

Chá de Funcho

erva-doce-620x330-1.jpg

 

Foeniculum vulgare

 

O Funcho, também conhecido como "anis" ou "erva doce", é uma planta aromática tipicamente mediterrânica, que se encontra muitas vezes à beira dos caminhos e que aprecia terras arenosas, junto ao mar. Tem um odor anisado, mas mais aromático que o do anis e um pouco menos picante. Equilibra as funções digestivas e alivia as conjuntivites.

nature-3564229_1920.jpg

 

 

 

Propriedades

Na composição do Funcho estão presentes as Vitamina A, Vitamina B e Vitamina C, Fibras e minerais como Cálcio, Ferro, Fósforo, Potássio, Cobre, Sódio e Zinco.

Devido ao elevado teor de nutrientes presentes na sua composição, o Funcho possui propriedades antiespasmódicas, estimulantes, relaxantes, vermífugo e antirreumáticas.

 

 

Benefícios

fennel-2617_640.jpg

Capaz de equilibrar as funções do sistema digestivo, estimula o apetite, facilita a digestão, previne a azia e contribui para expulsar os gases, reduzindo o inchaço abdominal e as flatulências. Também é ligeiramente laxante. Dada a sua eficácia e o seu sabor suave, é aconselhado para aliviar os problemas intestinais, as cólicas e as flatulências de bebés e crianças, bastando adicionar umas gotas de uma infusão de Funcho ao biberão ou a uma chávena de leite.

 

Este Chá também é popularmente conhecido por aumentar a produção de leite materno tratar mulheres na fase da amamentação, pois aumenta a produção de leite e passa os benefícios da erva por meio dele, protegendo o bebê de cólicas.

 

Por ter ação diurética, o Chá de Funcho também ajuda a combater os inchaços causados pela retenção de líquidos.

 

Por conter antioxidantes, o Chá de Funcho ajuda o corpo a combater toxinas que se acumuladas permitindo aliviar o fígado e os rins e ajudar na produção de novas células.

 

A erva doce também possui efeito calmante e pode ser usada para auxiliar no tratamento de insónia e ansiedade.

 

 

Contraindicações

O consumo excessivo do Chá deve ser evitado para não causar efeitos indesejados como alergias. 

 

O consumo de Chá de Funcho pode alterar os níveis de estrogénio, por esse motivo não deve ser consumido durante a gravidez (pode mesmo levar a aborto), assim como também não deve ser consumido por pessoas com cancro na mama.

 

Para pessoas com asma alérgica, gastrite, úlceras gastroduodenais, síndrome do cólon irritável, colites ulcerosas, doença de Crohn, infeções hepáticas, epilepsia, doença de Parkinson e outras doenças neurológicas, o uso do Chá de Funcho também não é recomendado ou deve ser feito com orientação médica adequada.

 

 

Preparação e dosagem

htlw2-1024x671.jpgChá de Funcho - Sementes ou Folhas

  • Em 1 litro de água fervente, coloque 3 colheres de sopa de sementes de Funcho.
  • Deixe em infusão cerca de 5 minutos.
  • Coe e sirva numa chávena.

 

Consumir 3 chávenas por dia.

 

Evite adoçar com açúcar pois altera as propriedades do Chá.

 

 

 

 

Vitamina B1

Vitamina B1.png

A Vitamina B1 ou Tiamina tem um papel importante no funcionamento do sistema nervoso, na regulação do metabolismo de hidratos de carbono, de gorduras, proteínas e ácidos nucleicos e transformação da energia, na manutenção do apetite e actua como factor de crescimento. É uma co-enzima vital para a respiração celular.

1920px-Thiamin.svg.png

 

A Tiamina é uma Vitamina hidrossolúvel, termolábil (destrói-se pela temperatura elevada) encontra-se numa enorme variedade de produtos de origem animal, como o leite e a gema de ovo, e de origem vegetal, como os legumes e os cereais.

 

 

Funções da Vitamina B1

A Vitamina B1 tem a principal função de manter o bom funcionamento do sistema nervoso, dos músculos, do coração e ajuda as células no metabolismo da glicose.

 

 

Carência

A falta de Vitamina B1, em doentes alcoólicos, associada ao factor álcool, pode conduzir à demência.

A carência desta vitamina na alimentação humana pode conduzir à avitaminose, apresentando diferentes quadros clínicos, incluindo a Síndrome de Wernicke-Korsakoff e o beribéri.

 

As populações cuja alimentação é feita à base de arroz polido são afetadas pelo beribéri, que ataca o sistema norvoso e o sistema cardiovascular. O doente apenas apresenta sintomas de confusão mental, paralisia periférica, edema das pernas e noutras partes do corpo, diminuição da massa muscular, taquicardia e aumento do volume cardíaco, dores no corpo repentinas e adormecimento dos membros atingidos.

 

 

Toxicidade

Não é comum haver excesso de Vitamina B1 no organismo pois, sendo uma vitamina hidrossolúvel, a sua excreção acontece rapidamente através da urina.

Apenas se verifica efeitos alérgicos em alguns casos de excesso de vitamina B1.

 

Vitamina B1.jpg

 

Fontes

As fontes mais ricas em Tiamina são:

  • grãos integrais como arroz, cereal, trigo
  • carne de porco, fígado, peixe, ovo, queijo
  • couve-flor, espinafre, beterraba e verduras amargas
  • frutas tais como maçã, limão, tomate e jaca.

 

 

 

 

 

Hipervitaminose A

herbs-906140_960_720.jpg

 

 

Hipervitaminose A refere-se à ingestão em excesso de Vitamina A.

 

Causa

Embora a Hipervitaminose A possa ocorrer quando ingerimos grandes quantidades de fígado de animais, óleo de fígado de bacalhau e óleo de outros peixes, comum entre os esquimós, a maioria dos casos de toxicidade de Vitamina A resultam de uso excessivo de suplementos vitamínicos. Sintomas de toxicidade também podem surgir após o consumo de quantidades muito grandes de pré-vitamina A ao longo de um período curto de tempo.

 

Sintomas

A maioria das pessoas com toxicidade por Vitamina A apresenta dores de cabeça e erupções cutâneas.

Quando se consome Vitamina A em excesso durante um longo período de tempo, aparecem sintomas como pêlos grossos, perda parcial do cabelo (até mesmo das sobrancelhas), lábios rachados e pele seca e áspera.

Mais tarde, os sintomas incluem dores de cabeça intensas, aumento da pressão no cérebro (pressão intracraniana) e fraqueza generalizada. As dores ósseas e articulares são frequentes, sobretudo nas crianças. Fraturas podem ocorrer com facilidade, especialmente em pessoas idosas. Crianças podem perder o apetite e não crescer nem se desenvolver normalmente. Sua pele pode apresentar prurido. O fígado e o baço podem aumentar de tamanho.

 

Tratamento

A maioria das pessoas se recupera completamente quando para de tomar suplementos de Vitamina A.

Os benefícios dos Óleos Essenciais

Óleos Essenciais - benefícios.png

A aromaterapia doméstica é um mundo com muitas possibilidades.

 

O sentido do olfato está intimamente relacionado com as nossas emoções, além de se refletir no bem estar físico e mental. Na verdade, está ligado à zona do cérebro em que se encontra o centro das emoções, mas também de muitas atividades vitais do organismo, como o sono, a sensualidade e a memória. É por isso que certos aromas conseguem harmonizar os estados psíquicos, físicos e emocionais.

É essa a origem da aromaterapia, uma antiga arte de curar e de conseguir o relaxamento através da utilização de Óleos Essenciais extraídos das plantas e cuja ação pode influenciar positivamente os processos físicos, anímicos e espirituais.

Os Óleos Essenciais têm poucas contra-indicações, não criam dependência e são muito fáceis de usar.

 

 

Massagem.png

Massagens

 

Os Óleos Essenciais podem ser utilizados em massagens, que têm a vantagem de conjugar os benefícios que eles proporcionam com os do contacto e da manipulação corporal.
À ação dos compostos voláteis inalados junta-se a dos agentes absorvidos através da pele, que acedem rapidamente aos capilares subcutâneos, a partir dos quais se distribuem por todo o organismo, usando como veículo a corrente sanguínea. Para realizar uma massagem aromaterápica, mistura-se uma pequena quantidade de Óleo Essencial (10 gotas)e cerca de 20 ml de óleo vegetal não volátil, como por exemplo o Óleo de girassol, o Óleo de amêndoas doces ou o Óleo de gérmen de trigo.

 

 

 

Banho.png

Banho

 

Juntar algumas gotas de Óleo Essencial à água da banheira é outra forma de utilizar a aromaterapia em casa. Por exemplo, 10 gotas de Óleo de Essencial de amêndoas doces e flor de laranjeira, Óleo de Essencial de gerânio ou Óleo de Essencial de alfazema na água do banho são uma boa forma de encontrar conforto após um dia árduo de trabalho.

 

 

Vapores.png

Vapores

 

Os Óleos Essenciais de hortelã e eucalipto são uma grande ajuda para tratar sintomas da gripe e constipações. Nestes casos, coloca-se água acabada de ferver numa bacia, junta-se 3 gotas do Óleo Essencial escolhido e, com a cabeça coberta com uma toalha, inala-se o vapor que se forma.

Óleos Essenciais

Design sem nome.png

Usar Óleos Essenciais é a nova tendência para criar ambientes cheios de saúde e bem estar. Tendo em conta que os Óleos Essenciais são substâncias extraídas de pétalas, frutos, ramos, folhas e sementes de plantas, este tinha que ser um tema a explorar.

 

 

O aroma das casas onde vivemos é uma sensação que costuma acompanhar-nos ao longo da vida, despertando sentimentos e recordações. As plantas podem contribuir bastante para configurar essa marca que todos os lares têm, principalmente se forem usados Óleos Essenciais.

 

Utilizados de maneira adequada, os Óleos Essenciais vão muito além de simplesmente aromatizar os ambientes, pois podem proporcionar-nos um verdadeiro bem-estar.

A base da aromaterapia consiste em fazê-los atuar, através do olfato, no hipotálamo, o centro do sistema hormonal. Os Óleos Essenciais conseguem despertar um sem-fim de sensações.

 

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) calcula que 80% da população mundial utilize plantas aromáticas e medicinais (PAM) em cuidados básicos de saúde. Os óleos essenciais podem, por exemplo, ajudar a relaxar e dormir, a melhorar a digestão e até o aspeto da pele. A aromaterapia é a forma de tratamento incluída no grupo das medicinas alternativas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que recorre aos óleos essenciais (de origem vegetal) para tratar problemas físicos e emocionais.

 

scent-1431057_1920.jpg

A aromaterapia é uma das técnicas mais simples de aplicar em casa. Só temos de deitar duas ou três gotas num difusor  para usufruir dos seus benefícios. Naturalmente, antes devemos saber quais os efeitos de cada óleo e experimentar os que nos pareçam mais interessantes, até encontrarmos o mais eficaz.

A maior parte das pessoas recorre aos Óleos Essenciais para relaxar - usando Óleo Essencial de Camomila, por exemplo - , mas também é interessante utilizá-los como ajuda no trabalho ou no estudo.

 

 

Tendo em conta a quantidade de informação a partilhar sobre este tema, continua a acompanhar-nos e Cuida-te Bem!

 

Queratomalacia ou Xeroftalmia

herbs-906140_960_720.jpg

 

 

A Xeroftalmia ou Queratomalacia (também conhecida como olho seco, queratite xerótica ou ceratoconjuntivite seca) é uma doença que é caracterizada pela deficiente qualidade ou quantidade de produção de lágrimas. Como consequência, a córnea não é lubrificada corretamente, ficando seca (olho seco).

 

Causa

Deficiência ou carência de vitamina A na alimentação.

 

Sintomas

Na Xeroftalmia verificam-se os seguintes sinais e sintomas: desconforto ocular, que pode ser descrito como secura, ardor, sensação de areia ou prurido; vista cansada, comichão ocular, sensibilidade à luz (fotofobia) ou visão turva. A superfície da córnea fica seca e podem surgir úlceras de córnea e infeções bacterianas, as glândulas lacrimais e a conjuntiva ficam afetadas provocando uma disfunção no sistema lacrimal, afetando assim a normal produção de lágrimas.

Um sintoma muito recorrente da Xeroftalmia é a dificuldade de visão noturna (hemeralopia), a chamada cegueira noturna, ou seja, o doente não apresenta uma boa adaptação visual em ambientes pouco iluminados.

O aparecimento de manchas brancas acinzentadas - manchas de Bitot, manchas ovais, triangulares ou de formato irregular com concentração de queratina localizadas superficialmente na conjuntiva, é também um dos sinais mais recorrentes desta patologia.

Pode ainda verificar-se perda de brilho ocular e um aspeto granular. Raramente ou em casos de extrema gravidade pode ocorrer a ulceração da córnea que pode progredir e originar a necrose e destruição do globo ocular, provocando cegueira irreversível (ceratomalacia).

A Xeroftalmia pode ser um sintoma de outro distúrbio ocular, nomeadamente, inflamação das pálpebras e a ceratite, de doenças como o hipotiroidismo e doenças autoimunes, como por exemplo, a artrite reumatóide, o lúpus eritematoso sistêmico, a sarcoidose e a síndrome de Sjögren.

 

Tratamento

Ingerir alimentos ricos em provitamina A (caroteno). (cliqui aqui para saber mais sobre Vitamina A)

Tabela teor vitamina A (2).jpg